segunda-feira, 29 de março de 2010

Volúpia.

Teu olhar me leva a loucura
Cada toque de suas mãos me provoca
Basta-me sentir tua respiração e meu corpo em transe entrega-se
Desejo-te mesmo sabendo que meu desejo terá outro fim
Desejo o que desejo pra mim
Desejo que em meus braços desejes também a mim
Desejo-te, quero amar-te, acarinhar-te, sentir-te
Quero!Imploro! Ordeno!
Puxa-me para perto de ti, beija-me o pescoço
A cada investida sua meu corpo estremece, sinto um arrepio na espinha
Posso sentir sua respiração ofegante e você sente o meu corpo pulsando
Sussurras teu desejo em meu ouvido
Dizes que o cheiro da minha pele, do meu corpo faz-te perder o controle
Olhas nos meus olhos
Fixo meus olhos nos teus enquanto tuas mãos passeiam pelo meu corpo
Nossas bocas se encontram
Você pensa que sou uma menina perdida
Me acha indecisa mas na verdade sou uma mulher que sabe muito bem o que quer
Acabou a brincadeira
Toma-me
Se me queres, serei sua!
Vem...o tempo urge e o desejo é o que nos comanda.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. O mais puro desejo e luxúria dominam nesse texto, está belíssimo; parabéns ^^

    ;**

    ResponderExcluir